persrxb.gif Radiaçãoemoticons407.gif

Radiações são ondas eletromagnéticas ou partículas que se propagam com uma determinada velocidade. Contêm energia, carga eléctrica e magnética. Podem ser geradas por fontes naturais ou por dispositivos construídos pelo homem. Possuem energia variável desde valores pequenos até muito elevados.
As radiações electromagnéticas mais conhecidas são: luz, microondas, ondas de rádio, radar, laser, raios X e radiação gama. As radiações sob a forma de partículas, com massa, carga eléctrica, carga magnética mais comuns são os feixes de elétrons, os feixes de prótrons, radiação beta, radiação alfa.


tiposrad.gif

Tipos de Radiação
Dependendo da quantidade de energia, uma radiação pode ser descrita como não ionizante ou ionizante.
Radiações não ionizante possuem relativamente baixa energia. De fato, radiações não ionizantes estão sempre a nossa volta. Ondas eletromagnéticas como a luz, calor e ondas de rádio são formas comuns de radiações não ionizantes. Sem radiações não ionizantes, nós não poderíamos apreciar um programa de TV em nossos lares ou cozinhar em nosso forno de microondas.
Altos níveis de energia, radiações ionizantes, são originadas do núcleo de átomos, podem alterar o estado físico de um átomo e causar a perda de elétrons, tornando-os eletricamente carregados. Este processo chama-se "ionização".
Um átomo pode se tornar ionizado quando a radiação colide com um de seus elétrons. Se essa colisão ocorrer com muita violência, o elétron pode ser arrancado do átomo. Após a perda do elétron, o átomo deixa de ser neutro, pois com um elétron a menos, o número de prótons é maior. O átomo torna-se um "íon positivo".

Radiação Alfa e Beta
  • Radiação Alfa
As partículas Alfa são constituídas por 2 prótons e 2 nêutrons, isto é, o núcleo de átomo de hélio (He). Quando o núcleo as emite, perde 2 prótons e 2 nêutrons.
Sobre as emissões alfa, foi enunciada por Soddy, em 1911, a chamada primeira lei da Radioatividade:
Ao perder 2 prótons o radionuclídeo X se transforma no radionuclídeo Y com número atômico igual a (Y = X - 2)
As partículas Alfa, por terem massa e carga elétrica relativamente maior, podem ser facilmente detidas, até mesmo por uma folha de papel (veja a figura a seguir); elas em geral não conseguem ultrapassar as camadas externas de células mortas da pele de uma pessoa, sendo assim praticamente inofensivas. Entretanto podem ocasionalmente, penetrar no organismo através de um ferimento ou por aspiração, provocando, nesse caso lesões graves. Têm baixa velocidade comparada a velocidade da luz (20 000 km/s).

  • Radiação Beta (ß)
As partículas Beta são elétrons emitidos pelo núcleo de um átomo instável. Em núcleos instáveis betaemissores, um nêutron pode se decompor em um próton, um elétron e um antineutrino permanece no núcleo, um elétron (partícula Beta) e um antineutrino são emitidos.
Assim, ao emitir uma partícula Beta, o núcleo tem a diminuição de um nêutron e o aumento de um próton. Desse modo, o número de massa permanece constante.
A segunda lei da radioatividade, enunciada por Soddy, Fajjans e Russel, em 1913, diz:
Ao ganhar 1 próton o radionuclídeo X se transforma no radionuclídeo Y com número atômico igual a (Y = X + 1)
As partículas Beta são capazes de penetrar cerca de um centímetro nos tecidos(veja a figura a seguir), ocasionando danos à pele, mas não aos órgãos internos, a não ser que sejam ingeridas ou aspiradas. Têm alta velocidade, aproximadamente 270 000 km/s.

Radiação

Ao contrário das radiações Alfa e Beta, que são constituídas por partículas, a radiação gama é formada por ondas eletromagnéticas emitidas por núcleos instáveis logo em seguida à emissão de uma partícula Alfa ou Beta.
O Césio-137 ao emitir uma partícula Beta, seus núcleos se transformam em Bário-137. No entanto, pode acontecer de, mesmo com a emissão, o núcleo resultante não eliminar toda a energia de que precisaria para se estabilizar. A emissão de uma onda eletromagnética (radiação gama) ajuda um núcleo instável a se estabilizar.
É importante dizer que, das várias ondas eletromagnéticas (radiação gama, raios-X, microondas, luz visível, etc), apenas os raios gama são emitidos pelos núcleos atômicos.
As radiações Alfa, Beta e Gama possuem diferentes poderes de penetração, isto é, diferentes capacidades para atravessar os materiais.
Assim como os raios-X os raios gama são extremamente penetrantes, sendo detido somente por uma parede de concreto ou metal (veja a figura a seguir). Têm altíssima velocidade que se igual à velocidade da luz (300 000 km/s).



radioatividade_big.jpg


Raio- X

Os raios-X que não vêm do centro dos átomos, como os raios Gama. Para obter-se raios-X, uma máquina acelera elétrons e os faz colidir contra uma placa de chumbo, ou outro material. Na colisão, os elétrons perdem a energia cinética, ocorrendo uma transformação em calor (quase a totalidade) e um pouco de raios-X.
Estes raios interessantes atravessam corpos que, para a luz habitual, são opacos. O expoente de absorção deles é proporcional à densidade da substância. Por isso, com o auxílio dos raios X é possível obter uma fotografia dos órgãos internos do homem. Nestas fotografias, distinguem-se bem os ossos do esqueleto e detectam-se diferentes deformações dos tecidos brandos.
A grande capacidade de penetração dos raios X e as suas outras particularidades estão ligadas ao fato de eles terem um comprimento de onda muito pequeno.


Vídeo sobre os efeitos biológicos da radiação







engracados106.gif

bibliografia:

http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.contren.org.br/imagens/tiposrad.gif&imgrefurl=http://www.contren.org.br/radio.htm&usg=__ChNEfiSRGX8MSLkgpV1hgCyjyqk=&h=280&w=328&sz=35&hl=pt-BR&start=7&um=1&itbs=1&tbnid=CsKQCpC5QK1L3M:&tbnh=101&tbnw=118&prev=/images%3Fq%3Dimagens%2Bradioativas%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DX%26um%3D1

http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://concursowebmaster.com/user/projects/723e8180af3ce00c28deedd252db91b3/imagens/radioatividade_big.jpg&imgrefurl=http://concursowebmaster.com/user/projects/723e8180af3ce00c28deedd252db91b3/poluicao%2520radioactiva.htm&usg=__8f_d2fI6wR91YQc9YvABOHhUV3U=&h=1252&w=1200&sz=194&hl=pt-BR&start=8&um=1&itbs=1&tbnid=j3IsMoBWyu3o-M:&tbnh=150&tbnw=144&prev=/images%3Fq%3Dimagens%2Bradioativas%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DX%26um%3D1

http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.imotion.com.br/imagens/data/media/83/8693radioativo.jpg&imgrefurl=http://www.imotion.com.br/imagens/details.php%3Fimage_id%3D7188&usg=__A_FL5UXH_n7tNz6JrFkZyzXFtX4=&h=768&w=1024&sz=152&hl=pt-BR&start=1&um=1&itbs=1&tbnid=LKvZody5icOhcM:&tbnh=113&tbnw=150&prev=/images%3Fq%3Dimagens%2Bradioativas%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DX%26um%3D1

http://www.fisica.net/denis/rad1.htm

http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/lab_virtual/radiacao.html

http://www.tecnologiaradiologica.com/materia_fisica_rx.htm

http://www.youtube.com/watch?v=HB7MhAjd2S0

8693radioativo.jpg